Análise de Vingadores: Guerra Infinita

Os Vingadores: Guerra Infinita sem dúvida foi o filme mais esperado do Universo Marvel desde 2008 e Ronaldo Gomes da Rockcine fez uma análise sobre essa maravilhosa produção cinematográfica que está deixando os fãs perplexos e ansiosos!

Novos Rumos!!

Todos! Juntos! Ao mesmo tempo! Foram enganados! E a sucessão de exclamações é inevitável. Ninguém chegou nem perto de adivinhar os rumos que “Vingadores: Guerra Infinita” daria não só à história, mas a todo o Universo Cinematográfico Marvel.

Claro, muita gente reclamou (até a Anitta!). Isso porque grande parte das pessoas parece ter perdido o gosto pela surpresa. O inegável, no entanto, é que este é um grande espetáculo de entretenimento. Os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely conseguiram um equilíbrio raro numa trama complicada e cheia de estrelas.

roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely
Roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely

Só introduzir todos os heróis, colocando cada um no contexto da história, sem faze-la patinar (como em “Liga da Justiça”, por exemplo), já é um grande feito.

capa-post
Estrelas da Marvel

Sem contar a direção de Anthony e Joe Russo, que permite a cada personagem manter todas as características (incluindo paleta de cores e fotografia) de seus filmes originais, adaptando-as sutilmente ao conjunto da nova produção.

MARVEL_1_014_WEB

Pedras no caminho

Mas o elemento central, por mais absurdo que isso pareça, principalmente para quem esperou dez anos para que a trama chegasse ao ápice, é Thanos. Ele é o fio condutor, enquanto os super-heróis são, digamos assim, divididos em núcleos, encarregados de diferentes tarefas, que vão superando obstáculos e se encaminham para a batalha final. E esse é o golpe de mestre.

Thanos

Seria complicadíssimo simplesmente juntar todos os vingadores para traçarem uma estratégia de combate. Eles não são o “Esquadrão Suicida” e a narrativa da qual fazem parte é muito mais complexa. Além disso, haveria muitos egos em confronto. Só Tony Stark, Doutor Estranho e Capitão América seriam suficientes para empacar qualquer plano. Mas isso é feito com leveza e até bom humor.

Thanos, no entanto, dá unidade aos Vingadores, que precisam formar equipes para tentar impedi-lo de se apropriar das Joias do Infinito. Com elas ele pode obter um poder ilimitado, que levaria à destruição de metade da vida no Universo.

Já apresentadas por seus nomes próprios em episódios anteriores do MCU, as pedras (Poder, Tempo, Mente, Espaço, Realidade e Alma) estão espalhadas. Cada grupo de heróis parte, naturalmente, na busca de uma delas. E como duas (o Olho de Agamotto com o Doutor Estranho e a pedra amarela que deu vida ao Visão) estão na Terra, é para ela que todos convergem.

Joias

Harmonia

Outro componente importante é o tom. Esse elemento, difícil de identificar, que se dá no cruzamento do roteiro com a direção e o desempenho do elenco, determina o equilíbrio do filme. Em “Guerra Infinita”, embora cada um mantenha o ritmo dos filmes individuais, os intérpretes baixam o tom para atender à gravidade do momento.

O roteiro está cheio de piadinhas, típicas do humor universalizado pelo cinema americano, mas num nível bem menor que no último Homem Aranha, em “Thor: Ragnarok” ou nos dois Guardiães da Galáxia, por exemplo.  Com isso, sobra mais espaço para o lado humano dos personagens.

E, mais uma vez nesse episódio, Thanos é a grande surpresa. O Titã não é só mais um maníaco apenas querendo destruir o mundo. Mostrado como uma figura bem mais complexa e elaborada do que se espera normalmente de um supervilão, tem parte de sua história contada e até revela que tem sentimentos. Apesar de toda a maquiagem, figurino e efeitos especiais exigidos pelo papel, o talento de Josh Brolin, mais uma vez, se sobressai.

brolin-thanos
Josh Brolin e Thanos

Spoilers?

Como disse Gisele Bündchen (sobre o filme “Táxi”, de 2004, do qual participou), não é nenhum Shakespeare, mas “Guerra Infinita” deixa claro que a Marvel sempre soube muito bem o que estava fazendo.

É evidente que há uma série de incongruências na narrativa. A edição paralela ajuda bastante a disfarçar tanto os furos nos encaixes entre os diferentes “times”, formados na busca das pedras, como até mesmo dentro das lutas e batalhas. Seria impossível que uma trama tão complicada fosse absolutamente impecável.

Existem várias forçadas de barra, com exploração melodramática de relacionamento (no melhor estilo Disney), e mesmo os propósitos do vilão não fazem muito sentido diante de um raciocínio frio. Mas a melhor coisa a fazer é aproveitar toda a emoção do espetáculo.

Quanto ao final, que tanto trauma causou no público, foi um risco muito bem calculado. Seu maior impacto foi na bilheteria. A produção rendeu perto de 260 milhões de dólares, só nos EUA, no primeiro fim de semana, e já havia passado bastante de um bilhão, no início de maio.

Além do mais, assim como “O Império Contra-ataca”, de “Guerra nas Estrelas” e “As Duas Torres” de “O Senhor dos Anéis”, este episódio é uma ponte (na verdade, uma primeira parte) para o verdadeiro desfecho da guerra.

Por fim, um spoiler. É claro que, numa batalha de proporções cósmicas como esta, sempre há baixas. Mas os heróis que puderem reencontrar Thanos, agora sim, merecerão ser chamados de vingadores.

avengers-infinity-war-thanos

Até lá, a ansiedade do público só vai aumentar. Será que resistiremos?

Enquanto isso, as redes sociais fervilharão ainda mais com teorias e especulações, o que só mostra que o alvo foi acertado na mosca.

 

Visite a Loja RockCine

Você que gosta de rock e cinema, não deixe de conferir a loja da Rockcine. Decoração para sua casa, quarto, cozinha, roupas e acessórios, combinando o rock e cinema no seu estilo e o estilo da sua casa. Acesse: www.rockcine.com.br

loja-rockcine-2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s