30 anos do álbum Appetite For Destruction da banda Guns N’ Roses

30 ANOS DE APPETITE FOR DESTRUCTION

Neste mês de julho, o primeiro álbum do Guns N’ Roses completou 30 anos de vida. Appetite For Destruction não é exatamente um disco atemporal, mas tem muitas qualidades inegáveis, além de uma lista de curiosidades por trás de sua produção. Peculiaridades, excentricidades, loucuras…cada um chama como acha melhor.

Guns N’ Roses - Appetite For Destruction

Estamos falando aqui do disco de estreia mais vendido da historia nos Estados Unidos. Quase 30 milhoes de copias no mundo todo. A sonoridade é um tanto diferente das bandas que dominavam a cena na época, como o Motley Crue, Poison e  Whitesnake. Os timbres são mais naturais, e o drive da voz de Axl é muito diferente dos vocalistas da época. O vocalista divide muitas opiniões em todos os sentidos, além da polemica que sempre o envolveu, mas o resultado no disco salta aos ouvidos e definitivamente impressionou muita gente. Mesmo os álbuns posteriores do Guns ( com exceção de Lies ) tem a sonoridade muito mais polida. Carregado de personalidade, alguma coisa de punk e misturando temas como a loucura da cidade grande ( Welcome To The Jungle ), bebedeira ( Nightrain ), problemas da banda com drogas ( Mr. Brownstone ) e amor ( Think About You ), a identificação de bastante gente foi imediata. Nas edições em vinil e fita cassete, os lados eram G e R, em vez de A e B. As canções mais agressivas estavam no lado G – Guns – e as mais “românticas” no lado R – Roses.

Fita - Appetite For Destruction

Os ensaios para a gravação começaram com boa parte das musicas quase prontas, escritas individualmente pelos integrantes. As linhas de bateria/percussão, baixo e guitarra base foram gravadas em duas semanas. Depois disso, o produtor Mike Clink passou outras quatro semanas trabalhando dezoito horas por dia, você leu certo, DEZOITO horas, a fim de ajustar os timbres de Slash e os vocais de Axl Rose. Depois disso, o guitarrista manteve como padrão quase absoluto a combinação de Marshall e Gibson Les Paul.  A mania de perfeição de Axl fez com que o resto da banda simplesmente deixasse o estúdio enquanto ele e o produtor trabalhavam exaustivamente.

Appetite For Destruction Estúdio

Paul Stanley do KISS foi consultado para produzir o album, mas suas considerações a respeito das musicas e do setup de bateria de Steven Adler, além de confusões pessoais com Slash e Axl nao permitiram que a parceria acontecesse. Robert John “Mutt” Lange também foi cogitado, mas a banda simplesmente nao tinha condições de bancar um produtor que ja havia trabalhado com AC/DC e Def Leppard. Clink garantiu o trabalho por permitir que a banda gravasse exatamente como desejava. A sessões de Appetite aconteceram em Los Angeles e a masterização foi feita em Nova York.

Rumbo Recorders em Canoga Park, Califórnia - estúdio de gravação do álbum Appetite For Destruction
Rumbo Recorders em Canoga Park, Califórnia – estúdio de gravação do álbum Appetite For Destruction

A capa, esquisita e agressiva, deu problema na época. Foi banida em vários países por mostrar uma maquina estranha destruindo um robô estuprador, sua vitima no chão, sangrando e com a roupa intima a mostra. Segundo a banda, é uma critica ao sistema industrial, mas se fez necessário uma capa alternativa, com uma cruz e caricaturas dos integrantes em forma da caveira. Guns N’Roses e polemica se confundem o tempo todo, nao era de se esperar menos num quesito tão importante como a imagem literal do álbum.

Appetite For Destruction capa do álbum

Appetite For Destruction é um álbum excelente, e para muitos o único que de fato vale a pena quando se fala de Guns N’Roses. Comparações diretas com álbuns do porte de IV do Led Zeppelin, Dark Side Of The Moon do Pink Floyd ou Machinehead do Deep Purple soam quase absurdas. Mas ele tem seu lugar na historia. O disco faz parte da trilha sonora de uma, talvez duas gerações, seja como recordação de adolescência, ou como o primeiro contato com esse negócio de rock’n’roll, aquelas musicas que a gente carrega sempre junto, hora ouvindo mais, hora menos. A simplicidade, carisma e força do álbum com certeza são os motivos que o fizeram ter vendas astronômicas e mais importante: cravar seu na nome na historia e no ouvido de muita gente.


Visite a Loja RockCine

Você que gosta de rock e cinema, não deixe de conferir a loja da RockCine. Decoração para sua casa, quarto, cozinha, roupas e acessórios, combinando o rock e cinema no seu estilo e o estilo da sua casa. Acesse: www.rockcine.com.br

Loja RockCine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s