Guns N’ Roses mostrando que nada é impossível

RockCine mostra como foi a volta de Guns N’ Roses

Ricardo Góis fala de como era o convívio dos integrantes e a volta de Guns N’ Roses aos palcos

 

VIVEMOS PARA VER A VOLTA DO GUNS N’ ROSES

O Guns esteve no topo do mundo entre 1991 e 93, e as historias em torno das extensas turnês nesta época reforçam a impressão de que a banda podia, queria e fez de tudo e mais um pouco. O título de “banda mais perigosa” do mundo tinha um preço, e não era barato. Fazer 180, 200 shows num ano, é trabalho muito duro e não sei até que ponto o quinteto (as vezes sexteto) estava pronto para tal proeza e conseguir seguir em frente por muitos anos, como os Rolling Stones fizeram e fazem.

Guns N' Roses

O lifestyle da cena hard rock de Los Angeles no fim dos anos 80 só era colorido nos palcos, videoclipes e capas de álbum. Fatos e folclore em torno das bandas da época contam uma história recheada de drogas, bebida e muita bagunça extra palco/estúdio. Esses fatores passaram a comprometer a performance da banda boa parte das vezes. O ego de Axl já havia causado a saída de Izzy Stradlin, e seguiu contaminando o ambiente.Chinese Democracy

Falta de energia e vontade de escrever um novo álbum levaram a banda a gravar The
Spaghetti Incident, um álbum interessante, mas que tem apenas versões de outras bandas. Slash se demitiu por telefone em algum momento de 1994, dizendo que Axl havia transformado o Guns numa ditadura. Duff não via porque estar na banda sem o guitarrista e outros membros foram chegando e caindo aos poucos durante o excêntrico e longo processo de produção de Chinese Democracy.

O álbum finalmente saiu, Axl e sua turma fizeram alguns shows por aí, mas nem perto do ritmo frenético do inicio dos anos 90. Passaram pelo Brasil em 2010, retornando para o Rock In Rio em 2011.

Quando surgiu o rumor do retorno de Slash e Duff, a proporção da historia mudou. O primeiro show aconteceu no Troubadour, local para 500 pessoas em Los Angeles onde o Guns tocava antes do estrelato. Começar com uma apresentação deste porte, tocando tão perto dos fãs, acrescenta algum charme e a coisa embalou. As datas vão sendo confirmadas, apesar do pé quebrado de Axl e da confirmação da presença do vocalista em shows do AC/DC também.

Show Guns n Roses Los Angeles 2016

O repertorio é parecido com o da ultima turnê em que o trio esteve junto nos palcos, e isso significa material de todos os álbuns da banda. Não faltam hits e também musicas um pouco mais obscuras que os fãs adoram. “Coma” é a maior surpresa em cima do palco. A faixa que encerra o álbum Use Your Illusion I foi executada ao vivo poucas vezes antes dessa reunião e se destaca no setlist. Que tem apenas 3 musicas de Chinese Democracy.

Alguns covers ( Pink Floyd, Misfits, The Who ) dão um pouco de espaço para que Slash e a banda improvisem um tanto, antes da parte final do show.

De qualquer forma, os concertos devem ter publico dentro dos EUA e fora dele e acredito que uma passagem pelo Brasil teria muita atenção do público. A banda demonstrou boa forma até agora, e se a química entre os integrantes não é de encher os olhos, a execução é competente e a energia está lá.

Esse pode ser um sinal de que estes shows podem resultar em algo que certamente é mais aguardado do que uma extensa turnê de reunião: um álbum novo. Se Chinese já é um álbum honesto, mesmo que feito basicamente sob a mão de ferro de Axl Rose, um eventual novo álbum com a participação efetiva dos 3 membros pode fazer a reunião se consolidar e a banda ainda queimar lenha em estúdio.

Acho difícil. Em contra partida, a historia mostra que nada é impossível quando o assunto é Guns N’ Roses.

Guns n Roses no Coachella 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s